Duna/pt

From Kerbal Space Program Wiki
Jump to: navigation, search
Duna
Duna
Duna visto de uma órbita
Planeta de Kerbol
Características orbitais
Semieixo maior 20 726 155 264 m [Note 1]
Apoastro 21 783 189 163 m [Note 1]
Periastro 19 669 121 365 m [Note 1]
Excentricidade Orbital 0.051
Inclinação Orbital 0.06 °
Argumento do periastro 0 °
Longitude do nó ascendente 135.5 °
Anomalia média 3.14 rad (em 0s UT)
Período sideral 17 315 400 s
801 d 3 h 50 m 0.1 s
Período sinódico 19645697.3 s
Velocidade orbital 7 147 to 7 915 m/s
Características físicas
Raio equatorial 320 000 m
Equatorial Circumference 2 010 619 m
Área da superfície 1,2867964×1012 m2
Massa 4,5154270×1021 kg
Constante gravitacional 3,0136321×1011 m3/s2
Densidade 32 897,302 kg/m3
Gravidade da superfície 2,94 m/s2 (0.3 g)
Velocidade de escape 1 372,41 m/s
Período rotacional 65 517,859 s
3 d 0 h 11 m 57.9 s
Solar day 65 766,707 s
3 d 0 h 16 m 6.7 s
Velocidade de rotação sideral 30,688 m/s
Órbita sincronizada 2 880,00 km
Esfera de influência 47 921 949 m [Note 1]
Características atmosféricas
Presença de atmosfera ✓ Sim
Pressão atmosférica 6,75500 kPa
0.0666667 atm
Altura de escala 5 700 m
Altura da atmosfera 50 000 m
6,7×10-8 atm
Temperatura atmosférica -90.15 °C 183 K
Temperaturamax -2.15 °C 271 K
Presença de oxigênio × Não
Multiplicador científico
Superfície 8
Atmosfera inferior 5
Atmosfera superior 5
Próximo ao espaço 7
Outer space 5

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 The distances are given from the bodies center not surface (unlike ingame)

Duna é o quarto em sequência e também o quarto maior planeta do Sistema Kerbol sendo uma analogia à Marte para o Kerbal Space Program. Ele é predominantemente vermelho com grandes calotas polares. Possui um satélite natural chamado Ike. O tamanho de Ike e sua proximidade à Duna faz com que ambos estejam em rotação sincronizada um com o outro.

Utilizando-se de eficiente aerofrenagem, uma viajem de ida e volta de Kerbin até a órbita de Duna necessitaria de apenas 1700 m/s de delta-v, menos do que para qualquer outro planeta. Duna é possivelmente o planeta mais fácil de se alcançar, isto porque sua inclinação orbital é pequena.

Descrição no jogo

« Conhecido como o ponto vermelho que você consegue ver se forçar a vista, Duna já foi uma maravilha para a Kerbalidade.

O planeta era considerado assustador por sua impressionante cor vermelha e forte contraste com o verde.

Sociedade Astronômica Kerbal

 »

Topografia

Um mapa topográfico de Duna feito com o plugin ISA MapSat

O terreno de Duna abrange altitudes de 124 a 8264 metros. Suas montanhas são muito perigosas para pouso, graças à grande inclinação que possuem e a pouca aerofrenagem possível na tênue atmosfera de Duna em altitudes elevadas.

Duna possui muitas crateras. Elas perecem um pouco erodidas, talvez por conta do vento.

Muitos Mare (grandes regiões de solo escuro) têm cerca de apenas algumas centenas de metros de altitude. Sua baixa altitude possibilita uma aerofrenagem eficiente, e o grande nivelamento do terreno os torna localizações fáceis de se pousar. Eles poderiam ter sido lagos quando o planeta ainda tinha água em sua superfície em um passado remoto.

A superfície de Duna contém 3 easter eggs.

Biomas

Duna possui 12 biomas. Na mistura aleatória de terras Baixas, Médias e Altas há muitas bacias e cânions com algumas crateras dispersas. O bioma predominante é o Mar Central, que ocupa metade do planeta. Os Polos também incluem terras altas e crateras separadamente.

Lista de Biomas

Mapa de Biomas de Duna na versão 1.2
  • Polos
  • Terras Altas Polares
  • Crateras Polares
  • Terras Altas
  • Terras Médias
  • Terras Baixas
  • Crateras
  • Mar das Central
  • Bacia Setentrional
  • Bacia Meridional
  • Platô Setentrional
  • Cânion Central
  • Cânion Oriental
  • Cânion Ocidental

Atmosfera

Temperatura e pressão da atmosfera de Duna em função de altitude.

Duna possui uma atmosfera rarefeita e fria com uma massa de aproximadamente 3.0×1015 quilogramas, pressão ao nível do mar de 6.755 quilopascals (0.067 atmosfera), e uma profundidade de 50,000 metros. Comparada com a atmosfera de Kerbin, a atmosfera de Duna possui 1/15 da massa, 1/15 da pressão superficial, and 1/9 da densidade superficial. A pressão ao nível do mar em Duna é equivalente à pressão em uma altidude de 14,975 m em Kerbin. A pressão no topo do pico mais alto de Duna é de apenas 2.4 kPa.

A média da massa molar do ar em Duna é de 42 g/mol, e seu coeficiente adiabático é 1.20. Embora a composição atmosférica de Duna seja desconhecida, esses valores sugerem que ela deve consistir principalmente em dióxido de carbono.

Como todas as outras atmosferas no jogo, a atmosfera de Duna se enfraquece exponencialmente conforme a altitude aumenta. A altura de escala varia com a altitude, o que foi uma mudança realizada na versão pre-1.0 do jogo. a razão pressão-altitude é constante and independente da temperatura. A tabela a seguir dá a pressão atmosférica em várias altitudes a partir do nível do mar.

Altitude (m) Pressão (Pa) Pressão (atm)
0 6 755 0.067
2 500 5 136 0.051
5 000 3 774 0.037
7 500 2 663 0.026
10 000 1 797 0.018
15 000 716.9 0.007
20 000 241.0 0.002
25 000 91.73 0.001
30 000 32.90 0.000
40 000 4.918 0.000
50 000 0 0.000

A superfície de Duna é fria, com uma temperatura global ao nível do mar de -23 °C. A temperatura do ar cai conforme a altitude aumenta até uma altitude de 30 km. Entre as altitudes de 30 a 45 km encontra-se uma camada isotérmica, que possui uma temperatura de -123 °C.

A temperatura do ar varia com a latitude e a hora do dia. No equador, as temperaturas ao nível do mar variam entre uma noite abaixo de -20 °C e um dia de até -2 °C. Nos polos, a temperatura varia entre -90 °C e -85 °C. Como Duna não possui inclinação axial, não há estações e nem variação de temperatura ao longo do ano.

Polo Norte de Duna

A atmosfera de Duna aparenta ter uma cor avermelhada, tanto vista da superfície como do espaço. A atmosfera possui essa cor mesmo sobre os polos, onde a superfície é branca.

Voo Atmosférico

A baixa densidade da atmosfera de Duna a torna excelente para aerofrenagem de interceptações interplanetárias de alta velocidade. A altura de periastro requerida para uma aerofrenagem bem sucedida depende das características aerodinâmicas da nave, sua velocidade de aproximação, e o apoastro desejado para a órbita resultante. O melhor periastro para a aerofrenagem é determinado experimentalmente; contudo, para uma transferência Hohmann originada de Kerbin, o periastro deve estar entre 10 km e 20 km.

Embora paraquedas se abram em Duna, a atmosfera é tão rarefeita que eles geralmente não são suficientes para frear a nave para uma velocidade de pouso segura, e o pouso então deverá contar com a assistência de motores. A performance dos paraquedas pode ser particularmente problemática em tentativas de pouso sobre as terras altas. Para conseguir a mesma taxa de descida em Duna que um veículo teria em Kerbin, seria necessário um paraquedas com uma área de contato com o ar 2.5 vezes maior.

Abaixo de 5 km, a atmosfera de Duna é espessa o suficiente para permitir a geração de sustentação suficiente por asas para um voo aerodinâmico. Motores à jato não funcionam, pois a atmosfera de Duna não possui oxigênio, mas outros métodos de propulsão funcionam bem. Fazer um pouso horizontal com um avião é possível.

Uma ascensão para uma órbita baixa em Duna a partir da superfície requer tipicamente cerca de 1400 m/s em Δv para alcançar uma altitude de 55 km viajando a cerca de 900 m/s.

Estatísticas Orbitais

A órbita síncrona de Duna é em uma altitude de 2 880,00 km acima de Duna. A velocidade do satélite é de 306,88 m/s e tem um período orbital de 1 dia em Duna (18.2 horas ou 65517.859375 segundos). Contudo, esta é a mesma altitude em que Ike orbita ao redor de Duna, então a não ser que a órbita da nave seja perfeitamente precisa, ela será eventualmente capturada por Ike.

Para uma órbita semissíncrona de ½ dia em Duna (9.1 horas ou 32758.9295 segundos), que fica a 1 695,87 km acima de Duna, é necessária uma velocidade de 386,65 m/s.

Observação de Ike

Ikes libration.gif
Animação de uma órbita de Ike vista de Duna

A orbita de Ike o mantém diretamente acima de Duna em uma curta faixa de longitudes. A longitude em Duna que Ike tende a permanecer diretamente acima (no Zênite) é 6 graus Leste, mas a excentricidade da órbita de Ike causa a oscilação de longitude entre cerca de 2 graus e 10 graus Leste e faz Ike parecer mudar de tamanho lentamente, crescendo e diminuindo do ponto de vista de um observador na superfície de Duna. A latitude em que Ike está no Zênite também oscila entre 0.2 graus Sul e 0.2 graus Norte graças à inclinação orbital de Ike, fazendo Ike parecer estar rodando para cima e para baixo se visto da superfície, mas, sendo a inclinação orbital extremamente pequena, esse efeito é quase imperceptível. Esses fenômenos são conhecidos como libração. A oscilação da posição de Ike acima do horizonte possibilita áreas de 88°W a 80°W e de 92°E a 100°E em Duna a observar Ike nascendo e se pondo parcialmente, assim como áreas ao Norte de 89.8°N ou ao Sul de 89.8°S.

Viagem Interplanetária

De uma órbita de 60 km de altitude em volta de Duna, os requerimentos para se obter uma trajetória de interceptação de outros astros são:

Astro Delta-V[1] Ângulo de Fase[2]
Ike ~360 m/s N/A
Kerbin ~810 m/s -75º
Eve ~910 m/s -169º
Dres ~1200 m/s 62º
Jool ~1610 m/s 86º
Moho ~1650 m/s -158º
Eeloo ~1780 m/s 93º

Quadros de Referência

Aceleração do tempo Altitude Mínima
Qualquer
5× 50 000 m (Acima da atmosfera)
10× 50 000 m (Acima da atmosfera)
50× 60 000 m
100× 100 000 m
1 000× 300 000 m
10 000× 600 000 m
100 000× 800 000 m

Galeria

Mudanças

1.2
  • Biomas adicionados
1.0.5
  • Características atmosféricas alteradas
0.90
  • Biomas adicionados
0.21
  • Mudança na arte
0.18
  • Pequena mudança na arte
0.17
  • Lançamento inicial

Trivia

  • De acordo com o desenvolvedor formal NovaSilisko, a aparência de Duna foi inspirada na teoria das eras do gelo em Marte que pode ter desenvolvido calotas polares gigantes e muito próximas ao equador [3]
  • O nome Duna pode ter sido tanto uma referência à sua paisagem desértica como ao romance de Frank Herbert, Duna.
  • As áreas de baixa altitude próximas ao equador de Duna formam uma figura parecida com a da Europa.
Spoiler: Características Anômalas
Kerbal face.jpg
  • Na superfície de Duna, há um grande monumento esculpido na forma de um rosto Kerbal, fazendo alusão ao infame "Rosto de Marte" descoberto na região de Cydonia Mensae de Marte durante a década de 1970.
  • Enterrado profundamente sob a superfície, há uma pequena câmera, similar similar em design à câmera do rover Curiosity.
  • Uma característica anômala em Duna é uma pequena colina em forma de pirâmide emitindo um sinal SSTV. Quando decifrado, ele mostra uma imagem parecida com um diagrama de três figuras em frente à colina, o que originalmente parte da história do desenvolvedor, mas posteriormente foi descartado.
  • É possível alcançar Duna no dia 2 do ano 1 lançando imediatamente um foguete com um delta-v de acima de 2 milhões de m/s
  • Antes da versão 0.21, Duna não possuía um terreno aleatório. Embora houvesse uma baixa resolução no terreno de Duna, a maioria do planeta tinha um terreno mais variado e com maior qualidade. A versão atual de Duna é coberta com protuberâncias e relevo aleatórios, resultando em uma aparência distintamente "igual".
    • Os mapas coloridos de Duna usam alguns detalhes misturados do antigo mapa colorido de Duna (assim como a coloração aleatória PQSLandControl).

    1. KSP Delta V Planner
    2. Transfer calculator
    3. NovaSilisko's e responde “As calotas polares de Duna são muito grandes”.