Laythe/pt

From Kerbal Space Program Wiki
Jump to: navigation, search
Laythe
Laythe
Laythe visto de uma órbita
Lua de Jool
Características orbitais
Semieixo maior 27 184 000 m [Note 1]
Apoastro 27 184 000 m [Note 1]
Periastro 27 184 000 m [Note 1]
Excentricidade Orbital 0
Inclinação Orbital 0 °
Argumento do periastro 0 °
Longitude do nó ascendente 0 °
Anomalia média 3.14 rad (em 0s UT)
Período sideral 52 981 s
2 d 2 h 43 m 0.9 s
Período sinódico 53007.7 s
Velocidade orbital 3223.8 m/s
Longest Time Eclipsed 3754 s
Características físicas
Raio equatorial 500 000 m
Equatorial Circumference 3 141 593 m
Área da superfície 3,1415927×1012 m2
Massa 2,9397311×1022 kg
Constante gravitacional 1,9620000×1012 m3/s2
Densidade 56 144,728 kg/m3
Gravidade da superfície 7,85 m/s2 (0.8 g)
Velocidade de escape 2 801,43 m/s
Período rotacional 52 980,879 s
2 d 2 h 43 m 0.9 s
Velocidade de rotação sideral 59,297 m/s
Órbita sincronizada 4 686,32 km
Esfera de influência 3 723 645,8 m [Note 1]
Características atmosféricas
Presença de atmosfera ✓ Sim
Pressão atmosférica 60,7950 kPa
0.6 atm
Altura de escala 8 000 m
Altura da atmosfera 50 000 m
6,0×10-7 atm
Temperatura atmosférica -26.15 °C 247 K
Temperaturamax 14.85 °C 288 K
Presença de oxigênio ✓ Sim
Multiplicador científico
Superfície 14
Atmosfera inferior 11
Atmosfera superior 10
Próximo ao espaço 9
Outer space 8

  1. 1.0 1.1 1.2 1.3 The distances are given from the bodies center not surface (unlike ingame)
Laythe é uma lua, o primeiro dos cinco satélites naturais de Jool. Embora sendo sua maior parte coberta por oceanos, Laythe possui numerosas ilhas rochosas/arenosas. Laythe está em rotação sincronizada para com Jool. Órbitas síncronas ao redor dela são impossíveis já que deveriam ficar num raio de 5,186,399 metros, fora da esfera de influência exercida por Laythe. Um arquipélago circular que é proeminente nos mapas sugere que ela sofreu um impacto massivo em um passado distante.

Conquistar uma órbita ao redor de Laythe a partir do nível do mar requer um Delta-v de aproximadamente 2800 m/s.

Laythe não tem nenhum análogo da vida real. No sistema de Júpiter, as luas Ganímedes, Europa e Io formam um grupo com uma ressonância orbital igual à de Tylo, Vall e Laythe, porém, enquanto Tylo e Vall são similares à seus análogos na vida real, Laythe não é similar à seco e vulcânico Io, sendo mais similar à lua saturniana Titã, por possuir oceanos líquidos e uma densa atmosfera.

Mesmo Laythe tendo oceanos de água líquida em sua superfície, as temperaturas em suas regiões polares são inferiores a zero graus Celsius, ainda assim não existindo calotas polares. Isso indica que a água possui uma alta concentração de um outro composto, provavelmente sal. Exemplos de superfície também mostram que esta possui sal. A atmosfera de Laythe possui oxigênio, mas é tóxica para kerbais (de acordo com relatórios em AEV, Atividade Extra-Veicular), e devido à já conhecida alta quantidade de sal em Laythe, há uma possibilidade da lua possuir uma atmosfera rica em sal, assim como os oceanos e seu solo.

De acordo com o ex desenvolvedor NovaSilisko, Laythe teve planos de possuir atividade vulcânica, provavelmente criovulcânica, e altos níveis de radiação nas próximas versões, tornando a lua em um corpo muito mais hostil do que na versão 0.23.

Descrição no jogo

« Quando Laythe foi descoberta, ela não entrou nos registros, porque o cientista encarregado achou que ele estava olhando para Kerbin.

Por sorte esse erro foi corrigido quando um estagiário valente o informou que telescópios não funcionavam daquela forma.

O estagiário foi logo promovido para o programa de testes em foguetes experimentais.

Sociedade Astronômica Kerbal

 »

Biomas

Laythe possui 5 biomas. Laythe consiste de um vasto oceano, conhecido como O Mar de Sagen, com biomas formados de algumas Dunas pequenas, Baía Crescente e Margens. Também possui biomas de Polos.

Lista de Biomas

O mapa de biomas de Laythe desde a versão 0.90.0


  • Baía Crescente
  • Polos
  • Margens
  • Dunas
  • O Mar de Sagen

Atmosfera

Temperatura e pressão da atmosfera de Laythe em função da altitude.

Laythe possui uma atmosfera grossa o suficiente e quente o suficiente para suportar água líquida. Ela possui uma massa de 2,4×1016 quilogramas, uma pressão a nível do mar de 60,795 quilopascals (0,6 atmosferas), e uma profundidade de 50.000 metros. Comparada com a atmosfera de Kerbin, a atmosfera de Laythe possui 1/2 da massa e 3/5os da pressão na superfície. A pressão a nível do mar em Laythe equivale a uma altitude de 3.287 m em Kerbin. A atmosfera, como mencionado anteriormente, possui oxigênio e portanto permite combustão, entretanto não é respirável por kerbais. Laythe é a única lua no jogo que possui atmosfera.

O peso molecular geral do ar de Laythe é de 28,9644 g/mol, e seu coeficiente de expansão adiabática é 1,40. Estes valores sugerem uma atmosfera similar à de Kerbin e a da Terra - composta principalmente de nitrogênio e oxigênio.

Como todas as atmosferas do jogo, a de Laythe enfraquece exponencialmente com o aumento da altitude. A altura de escala varia com a altitude, que foi uma mudança na versão pre-1.0 do jogo. O perfil altitude-pressão é constante e não se altera com a temperatura. A tabela a seguir mostra a pressão da atmosfera em diferentes altitudes em relação ao nível do mar:

Altitude (m) Pressão (Pa) Pressão (atm)
0 60 795 0,600
2 500 47 153 0,465
5 000 34 495 0,340
7 500 24 914 0,246
10 000 17 786 0,176
15 000 9 351 0,092
20 000 4 782 0,047
25 000 2 671 0,026
30 000 1 507 0,015
40 000 363.5 0,004
50 000 0 0,000

A variação da temperatura com a altitude sugere uma troposfera, estratosfera e uma mesosfera similares às da Terra. A temperatura da superfície rapidamente diminui passando dos 5 km de altitude. A região estratosférica, onde a altitude aumenta junto com a temperatura, ocupa as regiões entre 10 km e 22 km de altitude.

A temperatura do ar varia com a latitude e com a hora do dia. No equador, a temperatura a nível do mar varia em uma mínima de 9 °C à noite, e uma máxima de 15 °C de dia. Latitudes médias apresentam apenas uma temperatura levemente mais baixa do que no equador — abaixo da latitude 63° a temperatura nunca fica abaixo de 0 °C. Nos pólos, as temperaturas variam entre -24 °C e -26 °C. A temperatura média global é de aproximadamente 9 °C ao nível do mar. Como Laythe não possui uma inclinação axial, não apresenta estações do ano.

As temperaturas da superfície de Laythe são maiores do que o esperado devido à sua distância em relação ao sol, desta maneira é quase certo afirmar que Laythe possui um aquecimento próprio, provavelmente proveniente de um aquecimento de maré vindo de Jool, de forma similar às luas Europa e Io de Júpiter.

Voo atmosférico

A densidade da atmosfera de Laythe permite aerofrenagem e o uso de paraquedas.

Com o uso correto de aerofrenagem próximo de Jool e Laythe, é possível alcançar a lua com a menor quantidade de Δv entre todas as outras. Outra forma é de alcançar Laythe diretamente, corrigindo trajetórias no caminho para Jool. O período orbital de Laythe a torna um alvo fácil para se alcançar e uma baixa quantidade de Δv necessária para a chegada (somente 2000 m/s). Aerofrenagem em Laythe é muito menos extrema do que em Jool.

Pousar em pontos mais altos da superfície deste satélite natural requer uma aceleração contrária, pois a velocidade da queda não é suficientemente baixa para o uso de paraquedas.

Motores de jato funcionam em Laythe devido à presença de oxigênio, porém entradas de ar funcionam com menos eficiência.

Oxigênio

Como mencionado, a atmosfera de Laythe permite o uso de motores de jato devido à presença de oxigênio. Mesmo com uma quantidade menor do que em Kerbin, e junto de uma certa parcela de um desconhecido gás tóxico, o oxigênio de Laythe está sendo originado de alguma forma. O oxigênio, comparado com outros gases encontrados numa atmosfera, é bastante instável, podendo inclusive reagir consigo mesmo, produzindo ozônio, em certas ocasiões. Dado esse fato, somado com a conhecida grande quantidade de água líquida e de aquecimento interno nesta lua, é provável que existam formas de vida em Laythe que possam produzir o gás, similares às antigas colônias de cianobactérias, que foram as responsáveis pela liberação deste importante gás na atmosfera terrestre.

Ciência

Laythe é o corpo no sistema jooleano mais rico em ciência. Mesmo Tylo tendo multiplicadores maiores de ciência para tanto órbita e superfície, os biomas, o seu oceano e atmosfera de Laythe acabam com um total de ciência maior que o outro satélite natural.

Galeria